5 motivos para investir em imóveis

O investimento em imóveis, há muito tempo, teve grande relevância e foi considerada uma opção unânime e segura, tanto para investidores profissionais, quanto para quem buscava uma renda extra. Esse cenário sofreu alterações no Brasil, principalmente nos últimos anos, onde a variação de preços aumentou consideravelmente e riscos maiores relacionados ao custo de oportunidade começaram a surgir, devido à queda do poder aquisitivo brasileiro e outras instabilidades no setor econômico. Mas, recentemente, se aproximando do final do ano de 2017, a situação já indicou sinais de melhora, com a leve tendência de estabilização da economia brasileira. Será um indício de que investir em imóveis continua sendo uma boa opção? Leia a seguir.

Investir em imóveis vale a pena
Será que imóveis seguem sendo uma boa opção de investimento atualmente? Imagem: evc13.com

1- O investimento em imóveis ainda é seguro

É comum ouvirmos falar de investimentos de alto risco ou investimentos de baixo risco por aí. São termos muito utilizados por investidores para classificar diferentes métodos de se investir. Geralmente, os investimentos de alto risco oferecem possibilidades de rentabilização elevada, entretanto, como o próprio nome sugere, são investimentos que representam um risco maior para o investidor, que pode perder grande parte, ou até mesmo todo o seu capital aplicado. Um exemplo disso é o mercado de ações, que oferece a possibilidade do investidor de aplicar seu dinheiro em ações de empresas que oscilam frequentemente, de um dia para o outro. Essa oscilação pode trazer altos ganhos, porém também pode trazer perdas significativas.

Apesar da instabilidade no mercado nos últimos anos, os imóveis ainda representam uma forma de investimento segura, pois são imunes à falência de bancos ou empresas, além serem facilmente controlados. É uma aplicação impossível de “se perder de vista”. Portanto, sim! O investimento em imóveis é um investimento de baixo risco.

 

Investimento em imóveis vale a pena
O investimento em imóveis segue sendo uma prática segura e sólida. Imagem: llawyer24h.net.

2 – A oferta de imóveis anda alta? Aproveite para negociar!

A oferta de imóveis ainda é muito alta em relação à demanda em todo o país. Entretanto, ao contrário do que parece, isso pode representar uma boa oportunidade para o investidor que pensa a longo prazo (e o investidor de imóveis precisa pensar dessa maneira), que irá encontrar uma abertura maior na negociação com construtoras e outros investidores, adquirindo maior poder de barganha, o que resulta em um valor de imóvel mais baixo no momento atual, mas que tende a valorizar com a futura estabilização da economia no país, que é prevista através da diminuição da taxa de juros e queda na inflação.

Para um investidor, a negociação com a construtora em cenários como este é muito mais facilitada, ainda mais se formos considerar a compra feita ainda na planta, onde as construtoras que trabalham com o modelo de empreendimento a preço fechado estão no momento em que mais precisam de capital de giro.

 

3 – Tendência de queda no desemprego favorece a liquidez

O desemprego no país recuou recentemente, mesmo que minimamente. Se este número progredir nos próximos meses, culminará em boas projeções para o mercado imobiliário, que tende a crescer devido ao maior poder aquisitivo da população. Isso favorece tanto à venda de imóveis, quanto ao aluguel de imóveis de padrão elevado. A liquidez (possibilidade de transformar o ativo em dinheiro) segue sendo alta,  mesmo que o cenário não se altere tanto assim, pois a venda de imóveis ainda é algo “certo”, afinal, ainda é possível rentabilizar com uma venda que esteja abaixo do valor de mercado, caso você precise do dinheiro em alguma situação emergencial.

Gráfico de desemprego 2017
Este gráfico apresentado no Jornal Hoje (31/08/2017) da Rede Globo mostra que, após anos de crescimento, a taxa de desemprego voltou a cair, o que favorece o mercado imobiliário. Imagem: Rede Globo de Televisão.

4 – Déficit habitacional e crescimento populacional

 Apesar da alta oferta em relação à demanda que citamos anteriormente, há um ponto favorável quando se fala em números do mercado habitacional. Em 2014, segundo estudo do IBGE, o déficit habitacional no Brasil era de 6,5 milhões de moradias. Esse alto número é consequência de, entre outros motivos, habitações precárias, coabitação familiar e ônus com aluguel. Aliado a isso, há um crescimento populacional no Brasil que, mesmo reduzido, continua alto. Os dois fatores em conjunto representam oportunidades para o mercado imobiliário, que tende a ter uma demanda elevada e a consequente valorização do setor.

 

5 – Mais do que um investimento, um verdadeiro patrimônio

Investir em imóveis é uma excelente opção. Mesmo se você mudou de ideia no meio do caminho e não pretende mais rentabilizar com o empreendimento que adquiriu, não tem problema! Um imóvel é um patrimônio e através de um investimento como este você assegura uma estabilidade para a sua família e traz boas perspectivas para o futuro de seus herdeiros.

Imóveis são patrimônio para herdeiros
Ainda que você acabe não rentabilizando com o imóvel em que investiu, terá um patrimônio maior para a segurança da sua família. Imagem: caiovital.files.wordpress.com

Dica extra: Invista no interior do estado

Recentemente, publicamos um post apresentando alguns dos motivos para investir em imóveis no interior do país, trazendo como exemplo a cidade de Ponta Grossa – PR. O município, que está listado entre as 100 melhores cidades do país para se investir em imóveis, é um exemplo de cidade no interior que, através de um recente desenvolvimento econômico e crescimento populacional, apresenta um bom mercado de investimento em imóveis. O município conta ainda com o menor valor de metro quadrado dentre todas as grandes cidades do Sul do país.

Clique aqui, leia o artigo completo e conheça os motivos para você investir em imóveis no interior.

 

Quer investir em um imóvel Laar? Clique no botão abaixo e converse com um dos nossos consultores

Botão agendar conversa

Quero agendar uma conversa

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *