Vale a pena investir em imóveis em 2017?

Investir em períodos onde a crise econômica ainda prevalece no país é uma ação que ainda gera receio em muitas pessoas. Estamos no ano de 2017 e a instabilidade na economia brasileira segue alta, porém existem índices de melhora, graças ao ambiente internacional favorável, segundo especialistas, o que pode ser visto nesta matéria do Correio Braziliense clicando aqui. Em contrapartida dos receosos, existem aqueles que, mesmo em meio a períodos turbulentos, seguem investindo, desde os mais modestos, até os milionários investidores. Um setor que há muitos anos é altamente procurado por estes investidores é o setor imobiliário. Mas investir em imóveis em 2017 vale a pena? Leia a seguir.

 

Conheça o seu perfil de investidor

 

Primeiramente, deixamos claro que não existe uma maneira 100% assertiva de definir o que é ou não um bom investimento, pois isto irá variar de acordo com o perfil do investidor. Mas é aí que encontramos o primeiro grande destaque do setor imobiliário, pois nele se enquadram diversos perfis de investidores que podemos definir.

Se você está buscando diversificar investimentos, é importante fazer a pergunta. “Que tipo de investidor eu sou?” E só então depois se perguntar: “Qual é o melhor investimento para mim?”

 

Podemos listar, de forma resumida, 3 perfis de investidores diferentes:

 

– Investidor conservador: É o tipo de investidor que pode acabar perdendo uma boa oportunidade pelo seu excesso de receio em diversificar os investimentos. Segurança é importante, com toda certeza, porém é importante também não se prender aos mesmos investimentos para sempre. Geralmente, este perfil busca por investimentos que garantem previamente uma rentabilidade maior que a inflação, como os títulos pós fixados. Entretanto, se você corresponde a este perfil, saiba que é possível ganhar mais dinheiro com investimentos de forma ainda assim segura, como é o caso do investimento em imóveis.

– Investidor moderado: Nem lá, nem cá. Se você até busca investimentos que tenham uma certa rentabilidade, porém nada muito arriscado (como por exemplo em ações que têm alta variação de valor), este é o seu perfil. Geralmente, o investidor moderado já diversifica seus investimentos mais do que o investidor conservador, apostando tanto nos mais seguros (CDBs) até os mais arriscados (bolsa de valores). Para este perfil, investir em imóveis é uma excelente opção, pois esta alternativa rende mais que os investimentos “conservadores” e, ao mesmo tempo, não traz tantos riscos.

– Investidor ousado: Um investidor ousado é aquele que corre riscos conscientemente, sabendo que pode haver um bom retorno, ou não. Geralmente, este tipo de investidor já tem experiência no mercado e busca investimentos que possam alta rentabilidade em um curto espaço de tempo. Mas cuidado! Você pode se tornar um visionário, como também pode acabar perdendo um bom dinheiro. Se você é um investidor ousado, também recomendamos aplicar parte de seu capital no setor imobiliário, pois esta será uma forma de adquirir segurança, caso suas opções mais audaciosas falhem.

Conheça o melhor tipo de investimento para você
Conheça seu perfil de investidor para saber qual é o melhor tipo de investimento para você
Imagem: myoriginal.com.ua

Perceba que o investimento em imóveis se adequa aos 3 perfis, portanto, pode ser considerado uma forma versátil de se diversificar as aplicações.

 

Vantagens de investir em imóveis

 

A maior vantagem do investimento em imóveis é a segurança. Devido à sua rentabilidade quase certa, seja por meio da venda ou do aluguel. Esta rentabilidade, é alta, inclusive, pois partimos do princípio que você fará uma boa escolha na hora de adquirir o imóvel. Leve em consideração a cidade (conheça os índices de Ponta Grossa – PR, uma cidade para investidores), região, bairro, acesso ao edifício e outros aspectos que irão influenciar diretamente na valorização do imóvel.

Outro ponto positivo é o risco do investimento, que é muito baixo, por se tratar de um bem físico. Além disto, a valorização dos imóveis, normalmente acompanham a inflação e existem boas perspectivas de valorização do mercado, como indica a matéria do Estadão, tratando sobre a recuperação do mercado nos próximos anos, clique aqui e acesse.

Também podemos listar como uma vantagem, a grande variedade de opções de imóveis no mercado, desde a finalidade do imóvel (moradia e comércio / aluguel e venda), valor do investimento (imóveis de baixo, médio e alto padrão) e também de localização. Existe uma infinidade de possibilidades para você que procura investir em imóveis em 2017.

 

Clique aqui e conheça o portfólio da Laar, trabalhamos com imóveis de médio-alto padrão em Ponta Grossa – PR

 

Desvantagens de investir em imóveis

 

A principal e uma das poucas desvantagens, além do alto valor de investimento, é a liquidez baixa. O grau de liquidez indica o quão facilmente você conseguirá resgatar o seu dinheiro a partir de determinado investimento (que também pode ser chamado de ativo). Se compararmos a outras alternativas, os investimentos em imóveis têm uma liquidez média ou baixa. Você precisa estar ciente que é um investimento de médio a longo prazo e levará alguns meses para resgatar seu lucro através deste ativo. Pois cabe a você realizar a venda ou locação do imóvel.

 

Cuidado com o preço de custo

 

Se você está buscando um apartamento ou qualquer tipo de imóvel gerenciado por uma construtora, é importante que saiba das diferenças nas modalidades de construção. Existem dois modelos básicos de construção de imóvel: preço de custo e preço fechado. No preço de custo, um grupo de investidores ou moradores reúnem-se para financiar os custos do projeto, rateando os valores entre si que correspondem a todos os custos que forem referentes a obra. Neste caso, a construtora é uma empresa contratada pelo “condomínio” para construir de fato. De início, o custo aparente pode ser menor se comparado ao modelo tradicional a preço fechado, onde a construtora, através de recursos próprios, banca a obra do início ao fim e vende os apartamentos por um valor pré-determinado. Entretanto, existem diversas situações que tornam o modelo a preço de custo um pouco mais instável, dentre eles: preço final do apartamento, muitas vezes, se torna imprevisível, devido ao surgimento de gastos antes não previstos na obra, a dependência do pagamento de todos os membros do grupo e o prazo de entrega, que, em função das características de levantamento de recursos.

 

Compre na planta

 

Investir em imóveis na planta representa uma aquisição por um valor mais baixo e aumenta as chances do imóvel valorizar sob a sua posse. Além disto, adquirindo um imóvel novo, você estará com a garantia de que todas as instalações e acabamentos vão estar funcionando perfeitamente, não tendo problemas em uma futura venda ou inquilino. Mais um ponto positivo é que você pode encontrar uma construtora flexível, que ofereça uma oportunidade maior de personalização do imóvel.

 

Conheça o Palazzo Modena e compre na planta em Ponta Grossa

Conheça o Palazzo Modena da Laar e compre na planta com valor promocional

 

Investir em imóveis em 2017 vale a pena?

 

O investimento em imóveis continua sendo um bom negócio. Esta é uma modalidade de investimento que se mostra muito segura, com alta rentabilidade em um espaço de tempo médio e com um bom custo de oportunidade, quando o imóvel é comprado em preço fechado, ou já construído. Se você já está decidido a adquirir um imóvel para investir, recomendamos que busque uma construtora com credibilidade no mercado, analise o histórico e verifique o índice de entregas no prazo de cada construtora. A Laar tem um índice de 100% de obras entregues dentro do prazo. Clique aqui e conheça nosso portfólio.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *